quinta-feira, 31 de março de 2011

Carta-bomba explode em órgão de energia nuclear da Suíça e deixa dois feridos

Uma carta-bomba deixou dois feridos nesta quinta-feira (31) ao explodir na sede da Swissnuclear, órgão especializado em energia nuclear do consórcio que reúne os três grandes grupos energéticos da Suíça.

A explosão ocorreu quando a carta foi aberta, deixando duas pessoas feridas. As vítimas foram levadas ao hospital. Não foi revelada a identidade das vítimas nem a gravidade das lesões.

O consórcio Swisselectric, controlador da Swissnuclear, reúne as empresas Axpo, Alpiq e Forces Motrices Bernoises (FMB), que administram um total de cinco usinas nucleares na Suíça. As companhias apresentaram em 2008 ao Escritório Federal de Energia um pedido para construir três novos reatores atômicos no país.

Este ataque coincide com o protesto realizado pela ONG internacional Greenpeace em frente à sede da companhia elétrica suíça Alpiq Holding para exigir aos diretores que retirem o pedido de autorização para a construção das novas usinas nucleares.

Em frente à sede da empresa na cidade de Olten, os manifestantes exibem cartazes de protesto e um grande latão de lixo, enquanto batem em barris vazios de resíduos nucleares.

A Suíça conta com cinco usinas nucleares (Beznau 1, Beznau 2, Gosgen, Leibstadt e Muhleberg), que geram 40% da energia elétrica do país.

Fonte: agências internacionais de notícias

agência de notícias anarquistas-ana


urubus desenham
no teto cinza da tarde
lentas espirais

Zemaria Pinto

Um comentário: